Como proteger você e sua empresa dos crimes virtuais

Como proteger você e sua empresa dos crimes virtuais

As fraudes online se multiplicaram durante a pandemia do Coronavírus. Para evitar ser a próxima vítima e se proteger dos criminosos virtuais, siga as dicas que demos no artigo. Elas vão desde ter várias contas de e-mail até instalar sistemas de segurança nos seus dispositivos. Vem conferir!

A pandemia do Coronavírus tem resultado em poucas pessoas na rua, muitas trabalhando de casa e um número crescente de golpes online para roubar dados dos usuários. De acordo com uma pesquisa feita pela Kaspersky, empresa focada em softwares de segurança para a internet, entre os meses de fevereiro e março, o número de fraudes online aumentou em 124% nos aparelhos móveis, como smartphones. 

Assim, mais do que nunca, os pequenos negócios precisam cuidar de suas informações para evitar os prejuízos causados por esses fraudadores. Montamos este post para ajudar você a proteger os dados da sua empresa e não cair em fraudes. 

Três principais aprendizados de hoje

  1. O phishing é uma prática muito comum entre os criminosos virtuais e consiste em aplicar golpes online para descobrir suas senhas e seus dados bancários. Para isso, eles te enviam mensagens por e-mail, SMS ou WhatsApp fingindo ser de bancos ou empresas. Assim, quando você clica nos botões para baixar determinado arquivo, suas informações acabam roubadas.
  2. Para não cair em golpes virtuais, não forneça suas senhas ou informações sobre cadastros financeiros para ninguém, a não ser que você tenha solicitado o contato com o banco ou com a empresa. Também desconfie de e-mails cujo remetente você não conhece. Oriente seus colaboradores a terem a mesma atitude no universo online, para evitar que invasores prejudiquem a rede corporativa caso descubram os dados de algum colaborador. 
  3. Uma ótima forma de se proteger de fraudes online é instalar firewalls e sistemas antivírus confiáveis. Outra alternativa é ter contas de e-mail diferentes para seus contatos pessoais e profissionais. Assim, diminui sua vulnerabilidade aos crimes virtuais. Por fim, tome muito cuidado com os papagaios-de-pirata quando acessar seus dispositivos em locais públicos. Isso porque eles tentam ver suas informações sigilosas por cima do seu ombro enquanto você digita. 

Preste atenção ao phishing

Você sabe o que é phishing? O phishing é uma prática desonesta que criminosos virtuais usam para descobrir suas informações sigilosas, como suas senhas e e-mails de acesso. 

As mensagens de phishing, e-mails ou SMS, sempre parecem enviadas por empresas oficiais, mas são falsas.

Quando você clica nos botões ou abre os links que aparecem nas mensagens, acaba direcionado para um site falso e suas informações são roubadas. Para não cair mais em fraudes por phishing, siga nossas próximas dicas!

Não passe suas senhas

Nunca passe suas senhas por dispositivos de mensagem como o WhatsApp ou por ligações telefônicas, nem para o seu banco. Isso porque os golpes estão cada vez mais refinados  e os fraudadores conseguem fingir que são realmente uma instituição financeira conhecida. 

Também é preciso ter muito cuidado na hora de definir suas senhas. Evite incluir datas de aniversário ou dados básicos e sequenciais (123, por exemplo). O ideal é criar uma senha mais complexa e mantê-la em sigilo ou em algum lugar seguro. 

Oriente seus colaboradores e sócios a fazerem o mesmo. Afinal, se o dispositivo de um funcionário for invadido e estiver relacionado à rede corporativa, pode colocar em risco os aparelhos dos outros da equipe e as informações confidenciais da empresa.

Proteja seus cadastros financeiros 

Da mesma maneira que você não deve passar suas senhas, também não dê informações sobre seus cadastros financeiros por mensagens de voz ou texto pelo celular, e-mail ou redes sociais. 

A única situação em que você pode passar essas informações é se for você quem procura o banco ou o serviço em questão. Caso contrário, se supostamente a instituição financeira te ligar pedindo esse tipo de dado, não ofereça. Isso porque existem alguns golpes em que alguém liga para você dizendo ser do seu banco, pedindo informações sobre seus cadastros. Fique esperto!

Desconfie de e-mails suspeitos

Uma forma de cometer fraudes online é por meio de e-mails com anexo que induzem o usuário a fazer um download. Por isso, não abra anexos de e-mails de origem desconhecida ou que você não pediu. 

Na dúvida, ligue ou procure o fornecedor ou instituição que supostamente enviou a mensagem antes de passar qualquer informação.

Conte com um antivírus

Uma ótima alternativa para se proteger das fraudes online é contar com um antivírus eficiente e de confiança no seu computador. Outra opção é ativar firewalls e instalar ferramentas de segurança como biometria e autenticação facial. 

Também não confie em correntes por WhatsApp, e-mail ou redes sociais e que dizem oferecer promoções ou peçam informações bancárias.

Tenha contas diferentes

Para se proteger no mundo virtual, tenha contas de e-mail separadas para seus contatos pessoais e empresariais ou financeiros. Como dissemos, golpes por e-mail são bastante comuns. Então, dividir as contas diminui sua vulnerabilidade contra fraudes. 

Cuidado com papagaios-de-pirata

Quando você estiver em um local público utilizando celulares ou computadores, tenha muito cuidado com as suas informações, senhas e e-mails. Afinal, algumas pessoas podem estar olhando por cima do seu ombro para roubar seus dados.

Essa prática se chama shoulder surfing. Para não ser vítima dela, preste atenção quando você estiver preenchendo suas informações online.
.
Nessa hora, para garantir sua segurança, vale até cobrir o celular com a mão para os papagaios-de-pirata não verem. 

A segurança é um valor bem importante para 80% dos brasileiros que realizam compras online e deve ser para você também. 

Agora que você já sabe se proteger de fraudes online durante a pandemia do coronavírus, que tal reforçar ainda mais as estruturas do seu negócio para passar pela crise atual? Para isso, leia nosso artigo: Novas estratégias: como criar oportunidades em épocas incertas.

Obrigado pelo papo e conte com a gente!

Gestão

Não deixe o pequeno negócio parado!

A plataforma Compre Local é um espaço para movimentar a economia e
ajudar o pequeno empreendedor a se manter na ativa.

Acesse Compre Local